Construindo ou reformando? 6 erros para evitar na sua obra

Construir ou reformar um imóvel é coisa séria. A cultura do improviso, a ausência de planejamento, falta de sondagem do terreno ou utilização de materiais errados podem resultar em imensos prejuízos financeiros para o contratante, na necessidade de refazer todo o trabalho, ou, em casos mais graves, colocando em risco a vida dos moradores e de seus vizinhos.

Pensando nisso, listamos alguns erros comuns que devem ser evitados para que você faça bonito em sua construção ou reforma! Fique atento a essas recomendações e garanta qualidade máxima em sua obra!

Não fazer a sondagem precisa do terreno

A sondagem do terreno é essencial para saber qual a carga máxima que o solo pode suportar, e é dessa avaliação que se desenvolverá as estratégias para executar a fundação. A não-realização desse procedimento pode implicar no afundamento gradual da estrutura ou em sua inclinação, o que pode ser o prenúncio de um desmoronamento. Diante disso, fique no pé do responsável pela sua obra para que ele não deixe de realizar essa etapa e te comunique qualquer informação importante.

Realizar a construção de novos andares sem os estudos de sobrecarga

Este é um dos erros mais graves que se pode cometer em uma obra, mas, infelizmente, também um dos mais comuns. A construção de novos pavimentos em uma residência ou empresa não deve ser executada sem a avaliação prévia de um engenheiro civil. Isso porque este profissional estará apto para realizar todos os cálculos de suporte estrutural da edificação e poderá, com isso, elaborar um projeto adicional para reforço dos elementos de sustentação do imóvel, caso isso seja necessário. Certifique-se de que a sua obra contará com um profissional qualificado para realizar a avaliação.

Retirar de paredes estruturais

Essa é mais uma situação gerada pela cultura do improviso, que pode custar vidas e gerar, inclusive, responsabilização criminal do profissional envolvido. Assim como no caso anterior, a execução desse tipo de tarefa não pode jamais ser feita sem a avaliação de um engenheiro ou arquiteto, sob o risco da desintegração completa da edificação, causando risco, inclusive, para os profissionais que estiverem atuando na obra — pedreiros, mestres de obra, auxiliares de construção etc.

Caimento sem testes de escoamento

O caimento feito às pressas e sem testes de escoamento do fluxo da água pode resultar na formação de poças, infiltrações e até no alagamento total das áreas envolvidas, gerando incontáveis prejuízos aos moradores (e, é claro, a destruição completa da reputação do profissional responsável!). Dessa maneira, vale a pena perder um tempinho com testes de vazão e verificação de indicares de nível, portanto, não deixe de ressaltar isso com o gerente da sua obra!

Usar de materiais incorretos

A utilização de materiais incorretos pode fazer, por exemplo, que seja colocado um piso escorregadio em uma área sujeita a incidência de água, como um banheiro, uma cozinha ou uma sacada. Isso pode comprometer a integridade física dos moradores, além de implicar em gastos extras, em função do retrabalho pelo erro cometido. Sendo assim, lembre-se de comprar materiais de qualidade e adequados para cada parte da reforma. Se você se sentir inseguro, peça a ajuda de algum engenheiro ou arquiteto para que ele te indique a melhor escolha.

Iluminação mal planejada

A iluminação deve ser feita em sintonia clara com as suas necessidades. É somente a partir desse diálogo com o gerente de obras que você conseguirá explicar quais os cômodos que merecem reforço de luz para que ele descubra que tipo de estratégia será utilizada (luminárias, spots laterais em LED, arandelas, lâmpadas de luminosidade baixas escondidas em pontos estratégicos, etc.).

E então, você pretende tomar todos esses cuidados na sua próxima obra? Não deixe de estar sempre em contato com o responsável, tirando suas dúvidas e deixando-o ciente das suas expectativas! Se você ficou com alguma dúvida ou tem alguma dica para compartilhar escreva para nós através do espaço de comentários

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis para você, e fique ligado para mais dicas e notícias aqui no nosso

Blog Que da OBRA JOFEGE!